Resenha #13 – Nossa Música (Dani Atkins)

Nossa Música

Título: Nossa Música
Páginas: 368
Ano: 2017
Editora: Arqueiro
Autor: Dani Atkins

Sinopse:

Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte. Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam. Com a delicadeza tão presente em seus livros, Dani Atkins mais uma vez nos traz uma história de emoções à flor da pele, um drama familiar comovente que não deixará nenhum leitor indiferente.

Anúncios

Ally é musicista e, em uma festa da faculdade, onde foi substituir um integrante da banda que tocaria naquela noite, acaba conhecendo David. O rapaz, desde de que pregou os olhos na menina, tentou de tudo para conseguir um encontro com ela. Os dois acabam se envolvendo numa relação à distância, em princípio, visto que o período é de recesso de fim de ano, em Londres. Assim que a garota retorna à casa onde mora perto da universidade, Ally e David engatam um romance.

Existe uma necessidade de união quando algo tenebroso se aproxima. Mas, às vezes, não importa quantas pessoas amadas estejam ao nosso lado, o golpe derruba você.

No entanto, depois de alguns meses de namoro e muitas brigas, Charlotte chega para piorar o relacionamento deles – que já estava por um fio. Charlie está de volta à Londres, depois de um intercâmbio na Califórnia. Sem ter onde morar, acaba indo para a república onde David mora junto com outros amigos. É inegável que Charlotte é uma pessoa atraente, o que gera ciúmes e desconfiança de Ally. Porém, David parece não dar muita bola para a “nova” moradora. Contudo, uma briga coloca um ponto final na primeira parte da história de Ally e David.

Nós nos despedimos daqueles que amamos milhares de vezes durante a nossa vida: a cada vez que saem pela porta de casa, a cada vez que desligamos o telefone, a cada aceno de adeus. Só não sabemos qual dessas despedidas será a derradeira. Não é para sabermos.

Após oito anos de separação, Charlotte e Ally, ex amigas, se veem em uma situação inimaginável. As duas estão no hospital rezando pela vida de seus maridos. Elas, sem muita escolha, acabam relembrando momentos importantes do passado. Charlie, no fim das contas, acabou se casando com David; e Ally, com Joe. Joe entrou na vida de Ally assim que ela terminou o relacionamento com seu ex. Mesmo sem ter obrigação, o rapaz juntou os cacos do coração da mocinha e a fez voltar a acreditar no amor.

Você pensa que tem o controle de sua vida, acredita que é você quem toma todas as decisões, e então algo assim acontece e você se dá conta de que é apenas uma minúscula peça em um jogo de xadrez, sendo movida de um lado para outro ao capricho de alguma coisa ou alguém muito maior.

Entretanto, parece que o destino quis colocar o caminho de Ally, David e Charlotte entrelaçado mais uma vez e de uma maneira terrível. Mesmo anos depois, o trio precisa encerrar algumas coisas que deixaram inacabadas entre eles, ainda que muito tempo tenha se passado. E, para isso, precisam reconhecer os erros cometidos, as suposições nem tão incabíveis e, claro, aprenderem a pedir perdão pelos machucados e cicatrizes que deixaram um no outro.

Opinião

Eu ainda não conhecia a escrita da Dani Atkins, autora deste livro e de “Uma Curva no Tempo”, e posso dizer que me apaixonei de cara. A forma como ela coloca as emoções dos personagens em palavras foi incrível. Inclusive, um ponto muito importante, que me fez dar nota máxima a esta história, foi a verdade passada nos diálogos. Que eu me lembre, não encontrei nenhuma fala forçada. Foi tudo muito essencial e natural. Isso fez com que “Nossa Música” ganhasse o meu coração, mesmo que tenha sido um clichê.

O livro me lembrou muito alguns filmes do Nicholas Sparks na questão do plot. Foi bastante previsível o que aconteceria no final, mas, mesmo assim, eu chorei horrores quando uma situação específica acabou ocorrendo. Acho que um dos pontos que pesaram um pouco foi a confusão ao me situar no tempo. Como os capítulos são narrados apenas pela Ally e Charlotte, elas relembram momentos importantes do passado, então a história vai e volta muitas vezes no decorrer das páginas. Porém, não alterou minha nota nem minha opinião. Adorei e recomendo bastante!

Avaliação

Avaliação: 5 de 5.

Compre o livro na Amazon!


Gosta das nossas postagens? Então, ajude-nos a manter o site no ar. Você pode contribuir com qualquer valor!

Doe

Compre nosso livro na Amazon!

Jogando com o Acaso

Anúncios

Escrito por

Contadora, tem 23 anos e é carioca da gema. Tem o Sol em Leão, mas seu jeito sentimental vem da Lua em Peixes. Gosta de todos os gêneros possíveis – menos terror – e se considera uma bookaholic raíz. Grifinória de natureza, não dispensa uma ousadia de vez em quando. Ainda que tenha mais facilidade e, de certa forma, prefira os números às palavras, ama escrever. Ninguém resiste a um bom romance, não é mesmo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s